Nangten Menlang - Centro Médico Budista

Guru Yoga

O nosso mestre-raiz é o nosso canal para tudo. O nosso mestre-raiz dá-nos o medicamento dos ensinamentos e apresenta-nos ao nosso mestre interior, à nossa sabedoria inata. Precisamos de usar este canal; precisamos de usar o mestre. Esta é a forma de receber bênçãos.

Uma bênção representa uma mudança. Sem bênçãos, não é possível mudar. Mas as bênçãos não passam de boca em boca; passam de coração para coração. Este é o significado de um ensinamento caloroso. É algo que sentimos. Não basta estudar intelectualmente o budismo. Precisamos de um ensinamento do coração. Isto quer dizer que precisamos de nos ligar ao mestre. A devoção é que nos liga.

O Guru Yoga é a prática da devoção. Aprendemos a cultivar o amor e a devoção pelo nosso mestre dentro de nós. Isto abre-nos e reduz o nosso ego-orgulho. É assim que recebemos bênçãos.

Com o Guru Yoga, tudo se transforma em medicamento. Assim, ficamos em segurança. Sem o Guru Yoga, as práticas podem ajudar, mas apenas temporariamente; ou então podem mesmo transformar-se em veneno. Por este motivo dizemos que o Guru Yoga é a coluna vertebral da via Tantrayana. Sem ele, não há força nem poder na nossa prática.

O Guru Yoga é um método para sentir, não para pensar. Precisamos de sentir devoção, fé e respeito. Este sentimento muda tudo. Independentemente do que acontecer na nossa vida, temos de manter sempre este sentimento. Realmente, não é a pessoa que é nosso mestre; é este sentimento. Esta é a magia!

Algumas pessoas podem preocupar-se “Será esta uma boa pessoa? A quem devo dedicar a minha devoção?” Bem, ninguém é bom até o vermos como bom. E apenas o vemos como bom se nós mesmos formos bons. Pratique Guru Yoga e será bom. Verá as coisas mais claramente. É o ego-orgulho que cria a ilusão; por isso, temos de reduzir o ego-orgulho. Esta é a única forma de termos uma motivação correcta ao praticar a espiritualidade. O Guru Yoga é uma forma de praticar a motivação e de ter a certeza de que tudo o que praticamos segue numa direcção correcta.