Nangten Menlang - Centro Médico Budista

Ioga do Sono

Os métodos Tantrayana usam sempre coisas que já temos. Uma destas coisas é o sono. Todas as noites precisamos de adormecer, logo, todas as noites temos a oportunidade de praticar. No momento em que adormecermos, o nosso pensamento conceptual dissolve-se e entramos naturalmente no estado mental da luz clara. Este é um momento poderoso.

Normalmente, quando adormecemos, fazemo-lo sem consciência. Não estamos cientes das fases que a nossa mente atravessa nem da experiência destes estados. Esta é uma oportunidade perdida porque a forma como adormecemos é exactamente a forma como morreremos. Se conseguirmos aprender a apanhar este momento, a reconhecê-lo, conseguiremos navegar pela experiência da nossa morte. O Ioga do Sono é uma prática muito importante. Conseguimos até atingir a iluminação através de um só método.

Quando adormecemos, a nossa mente entra automaticamente no estado da luz clara. Habitualmente, é através da meditação que atingimos o estado mental da luz clara, que é a parte mais pura da mente; mas é igualmente possível chegar aqui através do simples processo de adormecer. Não precisamos de criar silêncio ou de meditar; acontece sem que façamos nada.

No estado mental da luz clara, todos os pensamentos desaparecem, ficando apenas a consciência pura. As pessoas normais experimentam esta consciência pura como escuridão, como nada, mas para os que praticam, é possível adormecer num estado alerta.

Quando adormecemos, dissolve-se primeiro o elemento terra. A energia do elemento terra dissolve-se e a parte da consciência assente na terra dissolve-se também. Em seguida, dissolvem-se a energia e consciência do elemento água; depois dissolvem-se a energia e consciência do elemento fogo, e finalmente dissolvem-se a energia e consciência do elemento vento.

Existem sempre sinais externos e internos de cada fase. Há o que chamamos de luz branca, luz vermelha, luz negra e luz clara. Não são sinais físicos, são sinais interiores. Apenas vemos branco, depois vermelho, etc. Não temos qualquer outro pensamento para além de branco, vermelho, negro e depois luz clara.

Até ao momento em que atingimos o estado de luz clara, teremos um ou outro pensamento, mas é apenas a última parte do pensamento ainda associado à mente não-conceptual. Mas à medida que cada elemento se dissolve, a consciência assente nessa energia também se dissolve. E quando a consciência grosseira se dissolve completamente, resta apenas a consciência pura e subtil.

No momento em que atingimos esta consciência e entramos no estado da luz clara, conseguimos criar um corpo especial de sonho. Este corpo especial de sonho assemelha-se ao corpo ilusório e ultrapassa o físico.

No Ioga do Sono, usamos o próprio sono para atingir o estado da luz clara. Depois de entrarmos no estado da luz clara, uma pessoa com realizações elevadas consegue criar o corpo especial de sonho, e uma pessoa que não tenha estas realizações tem sonhos normais. O Ioga dos Sonhos é o que praticamos depois de adormecer. No Ioga dos Sonhos tentamos entender o sonho como sonho e conseguimos então perceber a ilusão. No Ioga do Sono não tentamos propriamente entender a ilusão, tentamos atingir o estado mental da luz clara.